Brasil: República no ritmo das mudanças

No início do século XX o brasileiro passou por árias epidemias, sobretudo nos cortiços cariocas. Então surgiu a necessidade de tratar essas epidemias, desafio que ficou nas mãos de Oswaldo Cruz que teve de instruir cada medida necessária de acordo com a epidemia que foi enfrentada, desde vacinação até medidas higiênicas.
Em 1902, Rodrigues Alves assumiu a presidência pretendendo modernizar a cidade do Rio de Janeiro contando com a ajuda do engenheiro Francisco Pereira. As principais Mudanças foram: amplio do cais do porto e auxílio de guindastes elétricos; novas vias de acesso; abertura da Avenida Central, cortando o centro da cidade.
Pereira Passos foi o responsável pelo processo de civilização baseada em modelos europeus. Manifestações ocorreram para que mantivessem as serenatas, os carnavais e os rituais afro-brasileiros. Principais medidas: proibição de ordenhar vacas em praças públicas; perseguição contra vendedores ambulantes; proibição de permanência de quiosques de venda de café, tabaco, cachaça, etc.; proibição de cuspir e urinar nas ruas; proibição de soltar pipas nas ruas.
REVOLTA DA VACINA
Foi encaminhado um projeto para o Congresso Nacional para a obrigatoriedade da vacinação contra a varíola. A medida foi imposta contra a sociedade. Outra medida imposta pelo Congresso foi a destruição dos cortiços. Essas duas medidas foramrecebidas com bastante resistência do povo tanto pela obrigatoriedade da vacina quanto pela demolição dos cortiços. Enquanto isso a mídia não interferiu positivamente, explicando para o povo o porquê das medidas governamentais.
Pouco tempo depois uma forte epidemia de varíola matou 6400 pessoas.
REVOLTA DA CHIBATA
Essa revolta surgiu contra os castigos físicos impostos aos marinheiros, cujo líder foi João Cândido depois de um marinheiro foi condenado a 250 chibatadas em Minas Gerais.

Com a mudança na forma de governo extinguiu-se o regime padroado, ou seja o Brasil se tornou um Estado Laico.

MASSACRE DE CANUDOS
Ocorreu no período de 1896 no arraial de Canudos, Bahia. Durante a construção de uma igreja, não foram entregues madeiras compradas em Juazeiro e quando os moradores reclamaram o governo baiano enviou uma tropa que derrotou a população nas duas primeiras expedições enviadas. Antônio Conselheiro, beato local, pertencia a um movimento que queria restaurar a monarquia e com as denúncias o presidente Morais enviou uma terceira expedição. Os Conselheiristas derrotaram os soldados e mataram o Coronel, transformando-se numa ameaça a república sendo massacrados pela quarta expedição.

Com o fim da Primeira Guerra Mundial em 1918 a influência europeia se tornou ainda maior no Brasil, gerando o Movimento Modernista de 1920 e a Semana de Arte Moderna de 1922.
REVOLUÇÃO DE 30
Em 1929 Washington Luís foi eleito, ele foi responsável por suspender o sindicato e liberar o regime. Enquanto a crise financeira de 29 assolava o mundo, atingiu o Brasil e levou várias fábricas à falência.
A revolução de 30 saiu vitouriosa após a morte de João Pessoa, eclodindo a crise, sendo estruturado com uma junta militar pelo medo de causar uma guerra civil. Com a chegada das tropas no Rio de Janeiro foi entregue o poder à Getúlio Vargas, dando início à Era Vargas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s